Veja os 15 melhores lugares para viajar sozinho no Brasil


Por Viajali

Nem sempre a trip com a família ou com o grupo de amigos é a mais divertida. Há boas vantagens em viajar sozinho por diversas partes do planeta e inclusive pelo Brasil, esse nosso país com lugares distintos que agradam viajantes de todas as preferências. Se você tem dúvidas se vale a pena ou não viajar sozinho pelo Brasil, não seja pessimista. Nas cinco regiões há destinos muito bacanas para passeios badalados, introspectivos e com aquela aura de “experiência” que é sempre especial.

Que locais são esses? O Viajali elaborou uma lista com 15 opções para o viajante que gosta de metrópoles urbanas, recantos rústicos com praias paradisíacas, cidades históricas e muito mais. Programe a sua viagem e você não irá se arrepender!

Veja os lugares para viajar sozinho no Brasil, Confira:

1. Ouro Preto, Minas Gerais

A principal cidade histórica mineira é um marco da arquitetura barroca e é apreciada por turistas do Brasil inteiro em todos os meses do ano. Contudo, ainda que seja movimentada, conserva ares calmos e bucólicos, como se mantivesse um contato vivo com o passado colonial.

Grata alternativa de passeio ao viajante que deseja andar pelas ladeiras de pedra, visitar museus, igrejas dos séculos 17 e 18, comprar peças antigas nos antiquários e, claro, saborear a comidinha mineira nos charmosíssimos restaurantes. Visitar Ouro Preto é ter a oportunidade de conferir um valioso aprendizado histórico e se divertir bastante. Vale um passeio sozinho, sem dúvidas!

2. Rio de Janeiro, RJ

Pode até parecer óbvia a indicação do Rio de Janeiro como destino turístico pelo Brasil, mas a cidade maravilhosa é uma grata opção para quem vai viajar sem companhia, afinal tem um povo alegre e bastante receptivo. Se você pretende curtir os atrativos locais por conta própria e ao mesmo tempo se divertir com novos conhecidos, o Rio é o destino certo.

Dentre tantas atrações, a cidade tem praias movimentadas e calmas, casas de samba que sempre lotam e excelentes áreas de trilhas para quem não abre mão do contato com a natureza. Se você visitar ao Rio, vai voltar para casa com fotos de paisagens e da galera que conheceu no passeio. Pode acreditar!

3. Curitiba, Paraná

A capital paranaense é um dos melhores exemplos de organização urbana e qualidade de vida entre as médias e grandes cidades brasileiras. Limpa e com muitas áreas verdes preservadas, Curitiba agrada visitantes com diferentes propósitos durante a estadia e também é um destino indicado a todos os que vão seguir viagem sem a companhia da turma, pois é bem sinalizada e com ótimo serviço de transporte. Poucas chances para perrengues.

Leve sua melhor máquina fotográfica e faça registros do Jardim Botânico ou do alto da Torre Panorâmica e contemple o Parque Tingui, Bosque Alemão e muitos outros parques de uma cidade que respeita a natureza. Ah, e se você gosta de comer bem e quer curtir a noite, é só ir ao Batel, bairro badalado e com diversas opções de casas noturnas e restaurantes.

4. São Paulo, SP

Viajar sozinho para fazer cursos de todas as áreas possíveis, assistir a festivais exclusivos de música eletrônica, comer a melhor pizza do país (ou do mundo?), perder-se entre trocentos museus e boates, admirar os grafites. São Paulo é múltipla e as indicações citadas são poucas perto do que se pode esperar na principal metrópole da América Latina.

Engana-se quem credita a São Paulo o posto de cidade caótica e túmulo do samba. Ok, há trânsito intenso e alguma “confusão”, mas por lá também é possível encontrar calmaria e aproveitar toda a animação de um lugar que não tem nada de morto.

5. Recife, Pernambuco

Se você deseja estar em contato com o que há de mais rico em música, cinema, fotografia, dança etc., viajar para Recife é, definitivamente, a melhor ideia. A cidade berço do maracatu, frevo e do manguebeat congrega atrativos que celebram o presente e o passado com muita exuberância, e é um dos principais polos culturais do Brasil.

Ir ao Recife Antigo, passear pela praia de Boa Viagem e sentir a brisa do rio Capibaribe ao caminhar pela tradicionalíssima Rua da Aurora são algumas dicas bem interessantes do que você pode fazer na capital pernambucana.

6. Paraty, Rio de Janeiro

Caso a vontade seja sair de cidades grandes e andar entre igrejas e casas do século 17 e 18, tomar um café ou beber um chopp em um barzinho com arquitetura colonial e – caso tenha a oportunidade de ir em período certo – apreciar diferentes eventos, a viagem para Paraty, no Rio de Janeiro, é uma excelente pedida.

A cidade fluminense também tem praias bonitas e realiza diferentes eventos durante o ano, como a FLIP (Festa Literária Internacional de Paraty), uma das mais importantes feiras literárias do país, onde ocorrem saraus, debates e palestras com escritores do mundo inteiro e apresentações musicais de MPB. Na época do evento, entre julho e agosto, a cidade fica muito cheia e por essa razão é indicado fazer a reserva do hotel com antecedência.

7. Jericoacoara, Ceará

Jericoacoara está facilmente no top 10 das regiões mais bonitas do Brasil e é recomendadíssima ao viajante que quer desfrutar do ar fresco e mergulhar nas praias de águas mornas e calmas. E como uma hora ou outra é interessante viajar sozinho para se esquecer dos problemas, nada melhor do que encontrar novos ares nesse paraíso cearense.

Uma dica: coloque na mala um livro que você queira muito ler e desfrute página por página deitado nas redes erguidas na parte rasinha do mar.

8. Trancoso, Bahia

Seguindo vibe similar de Jericoacoara, Trancoso é um delicioso recanto baiano e mesmo que tenha badalados resorts e seja muito visitada em todos os meses do ano, é um distrito calmo e super adequado a aquele passeio contemplativo, perfeito para fazer sozinho.

Caminhar entre as casinhas coloridas na região do quadrado, sentir o deleite visual único ao apreciar as falésias de toda a região e tomar banho em algumas das praias, são algumas atividades indicadas em uma das mais melhores atrações praianas da Bahia.

9. Florianópolis, Santa Catarina

A proposta é unir calmaria à diversão, relaxamento a muito agito? Vá para Florianópolis, pois lá é viável conciliar momentos distintos com muita harmonia. A ilha da magia é uma cidade limpa, organizada e com praias que dispensam apresentação, como a Joaquina, Praia da Galheta e Praia Mole.

Vale a pena também andar pela cidade, ir ao Mercado Municipal, tirar fotos da ponte Hercílio Luz a partir da Avenida Beira Mar e muito mais. Floripa é muito encantadora e em um dia só, você encontrará opções irresistíveis.

10. Foz do Iguaçu, Paraná

Normalmente grupos de amigos, familiares ou colegas do trabalho marcam para ir a Foz do Iguaçu e conferir as famosas cataratas, mas esse é um passeio super indicado para quem vai seguir viagem na companhia de si próprio, na cara e na coragem, pois visitar a cidade paranaense é ter a chance de entrar em contato com a natureza, contemplando a fauna e a flora. Algo ótimo para se fazer sozinho.

Ainda que as cataratas sejam o mais famoso atrativo de Foz, a cidade tem o lindo parque das Aves e foi eleita em 2016, como um dos 10 melhores destinos, pelo Trip Advisor.

11. Chapada Diamantina, Bahia

Atenção aventureiros solitários que amam fazer trilhas entre formações rochosas com grutas, cânions, cavernas, vales e surpreendentes mostras naturais. A Chapada Diamantina, situada em Lençóis, Andarai, Mucugê, Igatu e outras cidadezinhas charmosas e agradáveis, é o principal destino do Brasil param quem aprecia tais características geográficas.

Dicas especiais: é indicado seguir pelas trilhas da Chapada por intermédio do auxílio de guias turísticos e não deixe de fazer a travessia Vale do Pati, ir à Gruta da Pratinha e ser presenteado pelo pôr do sol do alto do Morro do Pai.

12. Bonito, Mato Grosso do Sul

Bonito é sinônimo de ecoturismo no Brasil e um destino recomendado a quem deseja mergulhar em águas cristalinas, respirar o ar puro de um ambiente com tanto verde e aproveitar dia, tarde e noite um ambiente calmo, relaxante e, por que não, terapêutico?

Sabe quando você se sente estressado dos afazeres cotidianos e desejar tirar uns dias para fugir de tudo e encontrar a paz? Feche os olhos por dois segundos e pense em um cenário que cura todos os problemas. Com certeza a imagem no seu imaginário será semelhante a de Bonito, um local que corresponderá às suas expectativas!

13. Itacaré, Bahia

Ah, o litoral sul da Bahia! Não tem como não ficar apaixonado diante de regiões tão lindas. Itacaré é dessas cidades boas para descansar e também fazer trilhas em direção às praias mais distantes e curtir esportes mais radicais, como o rafting.

A rua Pituba, na região central do município, tem lojas pequenas, bares que tocam músicas de ritmos distintos e muitas pessoas animadas e dispostas a curtir a noite inteira. Seja nessa parte urbana ou nos vilarejos mais distantes, nas praias e rios, Itacaré conserva um irresistível aspecto hippie. Admiravelmente rústico!

14. Porto Seguro, Bahia

Mais litoral baiano, mais espetáculo. Porto Seguro é um show de belezas naturais, com as praias Curuípe, Taperaupã, Mundaí e é um exemplo em termos do show de ritmos pelo qual a Bahia é reconhecida e amada no Brasil e no mundo. Há barracas com áreas de apresentações musicais nas praias e muitos bares pela Passarela do Descobrimento.

O visitante também poderá adquirir peças de artesanato feitas pelos índios pataxós na praia da Coroa Vermelha e dá um pulinho no distrito de Arraial d’ Ajuda, que é basicamente uma atração a parte. Você vai curtir e relaxar várias vezes durante o dia. Prepare-se.

15. Região Amazônica, Amazônia

Se é pra encerrar tem que ser de maneira especial, não acha? A décima quinta opção para viajar sozinho pelo Brasil não poderia ser outra, se não a inspiradora e ainda misteriosa região amazônica. O mais desafiador destino dessa lista põe o viajante em contato com uma floresta de proporções continentais e toda a fauna e flora que configuram a região norte do país.

Conheça tribos indígenas, faça uma trilha pela floresta nacional de tapajós, passeios de barco pelos rios e volte para casa renovado!

Viajar sozinho é garantir uma interessante oportunidade para conversar consigo mesmo – o que chamamos normalmente de reflexão – e surpreender-se diante de tantas maravilhas que esse mundão oferece, ou melhor, que o Brasil tem a oferecer. Faça suas malas!